Cálculos renais

Os cálculos renais promovem grande procura no pronto-socorro todos os dias. Essas pedrinhas incômodas causam dor intensa as quais muitas vezes não respondem aos analgésicos mais potentes!
Há várias modalidades de tratamento : clínicos e cirúrgicos. A escolha adequada depende de vários fatores a saber: perfil do paciente, tamanho dos cálculos, localização , dureza dentre outras variáveis.
Outra grande demanda dos pacientes é sobre a prevenção dessas pedras. Sim, existe como prevenir. 
Todos esses aspectos são abordados no consultório do urologista.

flexível.jpg
 

Como prevenir a formação de novas pedras?

O cálculo do trato urinário muitas vezes necessita de cirurgia para a sua remoção. No entanto, é de fundamental importância que após um episódio de dor e remoção da litíase ( pedra ), seja feito o estudo metabólico.

Este estudo consiste em exames de sangue e de urina. O mesmo deve ser feito após seis semanas de resolução do quadro de dor. O seu objetivo é fornecer informações detalhadas de como as suas pedras podem estar se formando dentro do rim.

Não confunda esta avaliação com as orientações gerais que fornecemos a todo paciente formador crônico de litíase renal: tomar bastante água, diminuir sal de cozinha , ingerir frutas cítricas , etc. Essas orientações são válidas para qualquer pessoa. O  estudo metabólico irá individualizar ainda mais essas orientações.

Quais exames são feitos para prevenir cálculos renais ?

O estudo metabólico é realizado por meio do sangue e de coleta de urina a qual deve ser realizada por 24 horas. Aproximadamente em 75% dos estudos serão encontrados fatores predisponentes específicos que estejam contribuindo para a formação de pedras.